Acessibilidade

Devo abordar a saúde mental no ambiente de trabalho?

Os problemas de saúde mental podem ser crónicos se não forem abordados, afetando a sua capacidade de trazer o melhor de si para o trabalho. É comprovado que compartilhar com as pessoas certas ajuda!

 

Sabia que 76% dos funcionários relatam ter lutado com um problema que afetava a sua saúde mental?

 

Isso pode variar entre stress, insónia ou mudanças nos relacionamentos, depressão ou problemas mais sérios.

 

As frustrações no ambiente de trabalho são comuns e acontecem a toda a hora. Seja pela ameaça da perda do emprego, pelo trabalho não reconhecido, por falhas quotidianas, por relacionamentos complicados, pela insatisfação com o serviço ou pressões de produtividade. No entanto, todas essas aflições podem ser amenizadas num ambiente que fornece as condições necessárias para a saúde mental.

 

O trabalho em si é ótimo para a saúde mental, mas um ambiente de trabalho negativo pode levar a sérias complicações. Assédio e intimidação no trabalho são problemas comumente relatados e têm um grande impacto na qualidade de vida das pessoas.

 

Fatores de risco para a saúde relacionados ao trabalho

Existem muitos fatores de risco para a saúde mental que podem estar presentes no ambiente de trabalho. A maioria dos riscos está relacionada às interações entre o tipo de trabalho, o ambiente organizacional, as habilidades e competências dos funcionários e o suporte disponível para que os funcionários realizem o seu trabalho.

 

Alguns riscos para a saúde mental incluem:

  • Políticas inadequadas de saúde e segurança;
  • Más práticas de comunicação e gestão;
  • Participação limitada na tomada de decisões ou baixo controle sobre a área de trabalho;
  • Baixos níveis de apoio aos funcionários;
  • Horas de trabalho inflexíveis;

 

Os riscos também podem estar relacionados ao conteúdo do trabalho, como tarefas inadequadas para as competências da pessoa ou uma carga de trabalho alta.

 

Como a empresa pode ajudar?

Um guia recente publicado pelo Fórum Econômico Mundial sugere que as intervenções nas organizações devem ter três abordagens:

 

  1. Proteger a saúde mental reduzindo os fatores de risco relacionados ao trabalho;
  2. Promover a saúde mental ao desenvolver aspetos positivos de trabalho e as habilidades dos empregados;
  3. Enfrentar casos de problemas de saúde mental independentemente da causa.

 

Segundo a OMS, as intervenções de saúde mental precisam ser entregues como parte de uma estratégia integrada de saúde e bem-estar que cubra prevenção, identificação precoce, apoio e reabilitação. A OMS lembra ainda que as organizações têm responsabilidade de apoiar indivíduos com transtornos mentais tanto para continuar como para retornar ao trabalho.

 

Muitas iniciativas podem ajudar indivíduos com transtornos mentais. Particularmente, a flexibilidade da jornada de trabalho, o redesenho do trabalho, o enfrentamento de dinâmicas negativas do ambiente e a comunicação sobre apoio confidencial podem ajudar pessoas com transtornos mentais a continuar ou retornar ao trabalho.

 

 

Um ambiente de trabalho saudável pode ser descrito como aquele em que trabalhadores e gestores contribuem ativamente não apenas na produtividade da instituição como também para a promoção e proteção da saúde, segurança e do bem-estar de todos os funcionários.

 

 

Fontes: American Heart Association; Linkedin (Cândida Aline)

Artigos relacionados

Receba as nossas
novidades por e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e se aplicam a Política de Privacidade e os Termos de Uso do Google.