Acessibilidade

Crie confiança para enfrentar a crise do coronavírus na sua empresa

A segurança e o bem-estar dos trabalhadores afetados pelo Covid-19 são a grande prioridade, mas as empresas também precisam preocupar-se com outros itens essenciais, como a gestão de incidentes e as comunicações com seus públicos-alvo.

 

Mesmo em estruturas de menor dimensão, prepare-se para cenários que podem perturbar a continuidade do seu negócio. É que estes riscos são reais e se a sua opção é aguardar para ver “como a coisa pode vir a evoluir”, a sua opção pode estar errada.

 

Vamos falar sobre como a sua empresa pode se preparar?

 

Crie uma equipa dedicada à criseUma crise como o Covid-19 pode ter impacto em todas as áreas da empresa. Uma supervisão sénior – e a coesão interna entre as equipas multifuncionais – é essencial para alcançar bons resultados. Todos os membros da equipa – a começar pelo Comitê Executivo – devem saber quem está a fazer o quê.

 

Comunicação transparente

O isolamento voluntário ou forçado das equipas exige uma comunicação interna clara, de forma a manter a força de trabalho, à distância, atualizada e motivada. No caso de um longo período de fecho, os colaboradores poderão ter que ser realocados: nestes casos, deve rever-se os contratos de trabalho e eventuais acordos para garantir que a gestão seja transparente e que exista flexibilidade nesse sentido.

 

Acima de tudo, mobilize e fomente um espírito de confiança e resiliência. Lembre-se que ambas se baseiam num clima de transparência e clareza de informação e esclarecimento.

 

Elabore uma estratégia de comunicação com os seus públicos-alvo
As mensagens de uma empresa durante uma crise devem ser autênticas. É importante abordar todos os públicos-alvo da organização. Em crises passadas, vimos algumas empresas concentrarem-se muito em grupos específicos – como investidores, órgãos reguladores ou consumidores mais ruidosos – enquanto negligenciavam outros, como clientes ou fornecedores.

 

B2C e B2B prioridades

É difícil prever a procura de B2C nas próximas semanas e meses – mas, com tanta incerteza, é provável que a maioria dos clientes não se comprometa com grandes investimentos financeiros. Necessita continuar a adaptar-se à procura projetada para os seus produtos e serviços, com o objetivo de se manter atualizada sobre os planos de venda e contingência. Mais uma vez, estas informações são críticas para a comunicação com os principais parceiros ​(credores, proprietários e outros).

Se a sua empresa está vocacionada para os mercados B2B, é necessário estabelecer como está exposta a sua carteira de clientes – a realidade é que com acontecimentos desta natureza, muitas organizações sofrem, mas algumas têm a ganhar. Ao focar nos que precisam de apoio, vai poder fortalecer relacionamentos e estabelecer canais de venda e pagamento sustentáveis, e até, imediatamente lucrativos.

 

 

Considere o que acontece não apenas hoje, mas amanhã e depois também. A perspetiva resultante mais ampla e de longo prazo pode ajudar a fazer a empresa sair da crise ainda mais forte e sustentável.

 

 

Fontes: Apd; PwC; CGD Saldo Positivo; Ponto Tel

 

Artigos relacionados

Receba as nossas
novidades por e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e se aplicam a Política de Privacidade e os Termos de Uso do Google.